Mundo enganador


Oi vivemos aqui nessa terra

Lutando pra sobreviver

O Lugar onde poucos têm muito

E muito sem ter o que comer

Olhando isso eu fico triste

Me pergunto qual é a solução?

 

Estou feliz por ter a capoeira

Como forma de expressão

Capoeira é uma arte

E arte é obra de Deus

 

Nesta terra eu não tenho muito (refrão)

Mas tudo que eu tenho foi Deus que me deu (refrão)

 

Eu tenho um canarinho cantador

Berimbau afinado e um cavalo chotão

E um carinho da morena faceira que me deu

Seu amor e o menino chorão

 

Ah! Meu Deus quando eu partir

Desse mundo enganador

Pra meu filho eu deixarei

Uma coisa de valor, é é é

 

Não é dinheiro, não é ouro, não é prata.

É um berimbau maneiro que eu ganhei do meu avô. (refrão)

 

Ô, ô, ô, Meu berimbau que toca Iúna e benguela

Toca paz, e toca guerra e toca até chula de amor.

 

Não é dinheiro, não é ouro, não é prata.

É um berimbau maneiro que eu ganhei do meu avô.

 

Ah! Meu Deus quando eu partir

Desse mundo enganador

Pra meu filho eu deixarei

Uma coisa de valor, é é é .

 

Não é dinheiro, não é ouro, não é prata.

É um berimbau maneiro que eu ganhei do meu avô. (refrão)

 

Ô, ô, ô, Meu berimbau que toca Iúna e benguela

Toca paz, e toca guerra e toca até chula de amor.

 

Não é dinheiro, não é ouro, não é prata.

É um berimbau maneiro que eu ganhei do meu avô. (refrão)